Ferrogrão transportará maior parte da Safra do Mato Grosso em 9 anos

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse que a construção da Ferrogrão, projeto de ferrovia de 933 km entre Sinop (MT) e Miritituba (PA), vai transportar a maior parte da safra de grãos do Mato Grosso após 9 anos de concessão. A expectativa de produção pelo estado é de 120 milhões de toneladas por ano nesse período. O leilão está programado para o 3º trimestre deste ano. O projeto encontra-se sob análise do TCU (Tribunal de Contas da União). 

Deu a declaração nesta 3ª feira (1º.junho.2021) no Fórum Brasil de Investimento 2021 e ressaltou a carteira de concessões do PPI (Programa de Parceria de Investimentos) deste ano.

“[A Ferrogrão] Tem o poder de jogar a tarifa para baixo e tornar os nossos produtores extremamente competitivos em relação aos nossos pares ao redor do mundo. E a ferrovia faz sentido porque vai atender um estado que vai produzir em 9 anos 120 milhões de toneladas de grãos por ano. Quando nós começamos a estruturar esse projeto o Mato Grosso produzia 50 milhões de toneladas, hoje produz 70 [milhões de toneladas] 3 anos depois”, disse.

Tarcísio destacou também em sua fala que o mecanismo de outorga variável, presente nos novos contratos de concessão, que ajudam o investidor em caso de perda de demanda e flutuação do câmbio. O mecanismo é usado para equilibrar contratos em cima do valor que o concessionário deve pagar todos os anos ao governo por explorar uma concessão. 

“Cada contrato hoje tem um mecanismo financeiro para garantir percentual da remuneração em caso de frustração de demanda em cima de uma determinada banda. Os contratos também tem um mecanismo financeiro em que a gente remunera o investidor caso ele tome recurso do exterior e perca dinheiro com uma depreciação não esperada. Os contratos tem mecanismo de outorga variável e conseguimos abater a perda com a depreciação de câmbio da outorga variável. Ou acrescer o ganho com o preço de uma outorga variável”, afirmou Freitas.

O ministro disse também que o país também tem grande segurança jurídica e citou como exemplo o leilão da rodovia Presidente Dutra entre Rio de Janeiro e São Paulo, que foi leiloada no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e será leiloada neste ano. “Ela passou por diferentes governos e será leiloada novamente”, disse

Ministro da Casa Civil

O ministro Luiz Eduardo Ramos, da Casa Civil, que também participou da abertura do evento nesta 3ª feira, disse que o Brasil está se preparando para adotar as condições necessárias para entrar na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e que isso é uma janela que está sendo aberta aos investidores.

“O Brasil está em pleno processo de adesão aos códigos da OCDE e neste contexto já foi proposto, por meio de um projeto de lei cambial que dispõe sobre o mercado de câmbio brasileiro, o capital brasileiro no exterior, o capital estrangeiro no país e a prestação de informações ao Banco Central. Assim, aderir aos códigos de liberação da OCDE e comprometer-se com a transparência e suas políticas dos movimentos de capitais.”, disse.

Tarcísio Gomes de Freitas, indicado ministerio da Infraestrutura, no CCBB. Foto: Sérgio Lima/Poder360

Fonte: Poder 360 (https://www.poder360.com.br/economia/ferrograo-transportara-120-milhoes-de-toneladas-ao-ano-diz-tarcisio/)

Compartilhe nas Redes Sociais:

©2021 | GBMX Criando Caminhos | Todos os direitos reservados